Preciso de um motivo para viver

13 jul
 

Preciso encontrar um motivo para viver. Um motivo que não me deixe sucumbir a monotonia d dia a dia, a rotina, e até mesmo as atividades que a cada dia que passa se tornam mais sem graça.  Antes eu tinha a sensação que me faltava algo. Agora até o que eu tenho, já não me serve mais, não me satisfaz mais. Nada me agrada, nada de anima, nada me motiva. Às vezes me sinto entrar em desespero. Não sei se vocês sabem o que é isso. É uma sensação de estar aprisionada. Um vazio no coração. Não ter mais esperanças. Não é apenas quando nos falta algo, mas quando também perdemos a esperança de consegui-las, ou pior, como me sinto, sem capacidade, nem digna de obtê-las.

 

O mundo atualmente está muito confuso.  Sabemos tantas coisas, a distância entre a terra e a lua, os geneticistas brincam de Deus, conseguimos ver seres microscópicos, através da ciência e da tecnologia o homem consegue desvendar e desenvolver muitas coisas, mas aqui dentro, da nossa mente, dentro de nós mesmos, pouco conhecemos.

 

Ignoramos as coisas fundamentais. O que causa melancolia, insatisfação, medo, angustia? Por que temos que conviver com estes sentimentos? Por que não temos uma qualidade de vida melhor? São estes detalhes que vivem me torturando, enchem minha mente de perguntas sem respostas e me levam ao desespero.

 

Existem coisas que não sabemos, que sentimos e nem sabemos nomear, e que vão se traduzindo em crise interior e parece que o céu vai desabar sobre nossas cabeças.

 

Não sou dessas pessoas que se conforma com uma simples resposta, que aceita uma condição. E por sempre analisar, discutir, discordar, a minha mente fica confusa, às vezes meu coração dispara, a cabeça dói, o intestino pára. Tenho fome demais, perco o sono, ou quero dormir para todo o sempre. Sonhos, pesadelos, algo entre a realidade e a fantasia que eu não consigo distinguir mais. Não sei mais quem eu sou, no que me transformei e para onde estou indo. Caos total!

 

E sei que preciso de alguém. Preciso de um lugar onde eu encontre alguém com quem eu possa conversar sobre o que se passa na minha alma. Mas alguém que me ouça sem críticas, sem julgamentos ou questionamentos, que me acolha e me ajude simplesmente a achar minha própria resposta, ou simplesmente chegar a conclusão que não há resposta.

 

Sabe, acho que na realidade não preciso de respostas, preciso de aconchego, alivio, suporte, apoio, para que possa me fortalecer e consiga prosseguir adiante.  Afinal, quem de nós não precisa de tudo isso. Porém acho que poucos tem coragem de admitir. Poucos tem coragem de pedir socorro. Eu sou forte, mas não sou indestrutível. Levanto, mas caio muitas vezes. Sou teimosa, mas por muitos momentos, quis desistir.

 

Estou fazendo meu caminho, só estou perdida neste momento, e talvez, haja alguém que possa me ajudar a achar a estrada certa de novo. Sei que vim para cá com minhas pernas, mas por alguns momentos fui tragada por uma correnteza e não tive forças para nadar na direção oposta. Fazemos isto o tempo todo às vezes até sem sentir. Simplesmente vamos e depois reclamamos de onde estamos.  Tudo bem reclamar, mas sem colocar a culpa no outro.  Tudo bem reclamar, mas não ficar parado, pelo menos não por muito tempo, só o suficiente para recuperar o fôlego. Tudo bem reclamar, mas com humildade para reconhecer que errou e pedir ajuda.  Sem culpa.  Afinal, só estamos tentando seguir em frente.

 

Seguir adiante. Ta difícil.  Nada neste mundo é por acaso.  Nenhum  acidente é uma fatalidade, nenhum encontro é sem motivo. Não entendemos muito como o mundo funciona. Cada um tem a sua crença, mas uma coisa é certa. E todos concordam. Cada pessoa que conhecemos colabora de alguma forma com o que somos, ou com o que nos tornamos, ou com o que queremos nos tornar. E é por isso que resolvi escrever, pois cada um de vocês colabora comigo, de alguma forma, muitos nem tem consciência disto, em muitas situações nem eu sei bem ao certo aonde influenciou na minha vida, mas tenho certeza de que depois que conhecemos outra pessoa, não somos mais os mesmos. 

 

Espero que lembrem disto e não me deixem esquecer que o que passamos para o outro, a forma como falamos, os gestos, o carinho, a distância, a atenção, ou o desprezo, tudo isso influi na nossa vida e na do outro.

 

About these ads

Uma resposta to “Preciso de um motivo para viver”

  1. Bruna 20 de agosto de 2014 at 16:15 #

    Descreveu exatamente o que eu estou sentindo…preciso de ajuda…mas de quem??? Ninguém que ficar proximo a pessoas que estão passando por momento de dúvidas e sofrimento…triste muito triste…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: